Há mais de 08 anos sendo sua maior e melhor fonte sobre Jamie Dornan na América Latina
Jamie Dornan e sua grande amnésia em “ O Turista”. Se ele pudesse esquecer o que eu disse sobre ele.
19
01
22
postado por JDBR

Por Kevin Maher

Esse Jamie Dornan, é especial, hein? A estrela da nova e imperdível série da BBC para o ano novo, “O Turista”, está em alta, interpretando um protagonista amnésico e levemente perplexo, que acorda em um hospital australiano após ser atingido num acidente, com um passado misterioso e perigoso que esta claramente prestes a alcançá-lo.


Eu ouvi especialmente seu sotaque e por um momento desejei que ele não pudesse se lembrar do que eu disse sobre isso no passado. Veja, para meus ouvidos super-sensíveis, seu sotaque suave de Belfast (ele cresceu lá) com apenas um leve achatamento americanizado, o tipo de alteração de sotaque que você obtém por anos passados ​​como uma figura pública mundialmente reconhecida – no caso dele, primeiro pela vida de modelo (ele foi apelidado de “o torso de ouro” pelo New York Times) e depois por se apresentar no mega-sucesso com a franquia bem-sucedida e barulhentamente ridicularizada – por – Cinquenta Tons.


A maioria das pessoas não notaria a mudança de sotaque, mas eu sim. Mas eu salientei isso, no início deste ano, muito satisfeito comigo mesmo, em uma crítica ao filme “ Nowhere Special”. Dornan nem sequer figurava nele, mas notei ironicamente que a estrela do filme James Norton, um almofadinha londrino preparado pela RADA (Royal Academy Dramatic Art) e educado na Ampleforth, tinha um sotaque de Belfast “mais convincente” ali do que aquele que (alerta epíteto zombeteiro) a estrela de “Cinquenta Tons” Jamie Dornan poderia fazer na vida real.. Grande equívoco.


No dia em que recebi um e-mail do Dornan, chateado por ter sido criticado na resenha de um filme em que ele nem sequer participou, eu não acreditei, a princípio, que era o Dornan. Ele tem um exército apaixonado de on-line Dornanites, então respondi ao e-mail, endereçou-o a “Jamie Dornan” (aspas incluídas) e disse que sabia que não era ele, mas que o sotaque provinha de um lugar genuíno. Eu sou da Irlanda, mas o meu sotaque é original Oirish (Top o ‘the mornin’! “). Fui punido até a submissão (a família e os amigos agora me chamam de “Brit!” – Inglês ). Então, sou sensível (talvez sensível demais?) em detectar impactos locais nos padrões de fala.


Dornan respondeu dizendo quer era realmente ele e que no entanto ele havia também me contactado no Instagram como prova disso e que mesmo considerando a explicação do sotaque, ele não pôde deixar de detectar um certo tom de escárnio na minha alusão (o que era justo – Os filmes de 50 Tons de Cinza realmente não são a minha praia). Ele terminou de forma magnífica, porém, com uma nota conciliatória, mencionando meus cães. Ele os tinha visto no Instagram.


Fiquei surpreso. No mundo rigorosamente vigiado das marcas de Hollywood, fiquei impressionado com a autenticidade que envolveu o ato de um contato simples e direto de Dornan. Eu respondi que estava feliz por ele ser o verdadeiro Dornan e agradeci pelo aceno sobre os cachorros, mencionando que as fotos foram feitas nos
bosques de Gloucestershire, perto da pequena cidade para a qual recentemente me mudei. Ele então respondeu que também morava perto daquela pequena cidade e que éramos basicamente vizinhos. Eu respondi que era um mundo pequeno. Ele respondeu que deveríamos nos encontrar algum dia. Respondi que nada poderia ser melhor.


Desde então, é claro, o vi no filme dos “Troubles” de Kenneth Branagh, que será lançado em breve, Belfast e percebi, para minha vergonha, que ele não é apenas um torso dourado mas, também um ator de verdade. Eu agora o sigo no Instagram e me peguei concordando em tom de aprovação pela sua postagem de vídeo no dia de Natal – um mergulho gelado no Atlântico na costa oeste da Irlanda (estive lá, fiz isso, fiquei congelado). Minha apreciação, de fato, por todas as coisas que Dornanite cresceu a tal ponto que agora irei defendê-lo até o fim contra qualquer um que se atreva a julgar suas escolhas, seus papéis anteriores no cinema – e certamente seu sotaque.
Embora eu evitaria esse sotaque, se eu fosse você. Ele é claramente capaz de lidar com isso.

Fonte: The Times

Tradução: Carla Santelli – Membro JDBR

error: Content is protected !!